sexta-feira, 1 de julho de 2011

Sobre o Post de ontem...

E do silêncio que por aqui ficou...
Vivemos em democracia.
Não partilhamos das mesmas opiniões, e ainda bem...
o que seria do amarelo, se toda a gente gostasse só de azul?
Esta notícia foi das que mais me tocou, no meio de tanta coisa que se tem dito esta semana... 

2 comentários:

Marta disse...

Partilho da tua opinião. O mediatismo vivido sobre o trágico acidente ocultou a morte de um Senhor que muito deu a Portugal. Fiquei "abalada" com a do Angélico, confesso, não por ser fã, mas por ele ter a minha idade e eu constatar que de um dia para o outro posso morrer...assustou-me o pensamento.
Mas de Salvador Caetano nem as cerimónias fúnebres vi (talvez por não terem dado na tv, não sei), nem tanto mediatismo sobre a sua partida, é tal como dizes esta geração não sabe quem ele foi ou fez.
Beijocas*

Cátia disse...

A mim só me chocou a falta de respeito para com os pais/amigos/familiares!

Quando alguém morre, a familia precisa de espaço, precisa de encontrar forças para ultrapassar tamanha dor... o jornalismo hoje em dia é muito desrespeitador, os fãs por mais que gostem dele são "apenas" fãs... achei uma falta de sei lá o que abrirem o velório para quem o quisesse ver, isso era um momento só e apenas dos mais próximos!

Só acho injusto (e mais uma vez falo do jornalismo) terem-se esquecido de repente por exemplo da Sónia Brazão para passarem 24h a falar do Angélico e muitas vezes como já nem se sabia o que dizer inventavasse....enfim é o mundo em que vivemos.

Quanto ao que sinto pelo facto do rapaz morrer, continuo a sentir, afinal é um ser humano com idade de muitos dos meus amigos...de uma maneira ou de outra até pq como já disse não era fã dele tocou-me a partida dele assim como me tocou do cantor Beto na altura.
Beijinhos :)